quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Amargar as mágoas

Amargar as mágoas
Viver dissabores
Dissecar a raiva
Dissipar rancores
Dissociar a dor
Dissol-Vendo as cores

Amargar as mágoas
Sem nunca perder
O desabrochar das flores.
Rose Araujo

8 comentários:

J.BOSCO disse...

muito lindo professora Rose, inspiradíssima.
parabéns
beijos

Rose Araujo disse...

Obrigada, querido Bosco!
bjos
:)

Guto Respi disse...

que bonito Rose!
beijos mil

Rose Araujo disse...

Fico feliz por ter curtido, Guto!
bjo grande!
:)

Glen Batoca disse...

Ola Rose!
Belíssimo poema!

Rose Araujo disse...

Valeu, Glen, pelas palavras.
bjos

:)

Denise disse...

Adoro suas poesias!
Fortes, marcantes, emocionantes!
Parabéns!

Rose Araujo disse...

Obrigada, Denise!
Apareça sempre por aqui!
bjo grande!
:)